As crises que mais impactaram os negócios durante a história

As crises são ocorrências imprevisíveis, mas inevitáveis, impactando as economias em todo o mundo. Então a forma de lidar com a aleatoriedade de um futuro em crise é com planejamento e inovação.

Hoje, empresas de todo o mundo estão se esforçando para se adaptar às ondas de choque causadas pela COVID-19, que afetou as atividades em quase todos os setores. À medida que a pandemia de coronavírus continua, empresas estão procurando maneiras de enfrentar a tempestade.

Abaixo, confira quais foram as principais crises que impactaram os negócios, até mesmo grandes empresas da lista da Fortune 500 até os dias de hoje:

1973-1983 – Crise do Petróleo

O choque do preço do petróleo da OPEP de 1973 deu início a uma década de grande volatilidade no setor de energia, pontuada pelo segundo choque de preços de 1979.O lucro da indústria do petróleo caiu 25%, respondendo por mais da metade do prejuízo total. Os estágios finais da estagflação mergulharam os EUA em uma recessão em 1982. Naquele ano, a receita total do Fortune 500 caiu 5,7% e os lucros caíram 27% resultando na maior queda na história da Fortune 500 até o momento.

1980-1984 – Crise Energia

Depois de se recuperar do choque do preço do petróleo da OPEP, que afundou os lucros na lista da Fortune 500 de 1976, a segunda crise do petróleo, juntamente com os estágios finais da estagflação, mergulhou os EUA em uma recessão que foi sentida na lista de 1983. Naquele ano, a receita total do 500 caiu 11,3%. Pior ainda, os lucros caíram 31%, a maior queda da história da Fortune até aquele ponto.

https://blog.aaainovacao.com.br/estrategias-de-crescimento-em-tempos-de-crise/embed/#?secret=CXI5HMGbl5

2001-2004 – Bolha da Internet

bolha da internet estourou em um período de mais de dois anos, começando em 2000. A queda do mercado e a queda econômica vieram depois de anos de investimentos super aquecidos em startups. A crise teve um grande impacto na Fortune 500: o lucro total das empresas na lista caiu de US $ 667 bilhões (2001) para US $ 100 bilhões (2003), uma redução de 85%. Mas em 2004, os lucros gerais se recuperaram para US $ 627 bilhões e os ganhos do setor de tecnologia dispararam para cerca de US $ 43 bilhões.

2008-2012 – Crise Financeira

Após anos de empréstimos arriscados por instituições financeiras, a bolha imobiliária dos EUA finalmente estourou e causou a crise financeira mais profunda desde a Grande Depressão. O cataclismo econômico atingiu duramente as 500 maiores da Fortune. O lucro total caiu de US $ 805 bilhões em 2008 para US $ 108 bilhões em 2009. Em 2010, os lucros do setor financeiro começaram a se recuperar, registrando apenas um prejuízo de-$ 28 bilhões.

2020-2021 – Crise da COVID-19

Em março de 2020, o mundo inteiro estava bloqueado na tentativa de impedir a propagação da crise do coronavirus. A economia mundial estava em pausa. As viagens internacionais foram encerradas quase durante a noite. A forma como os negócios eram feitos foi virada de cabeça para baixo, mas também acelerou a ruptura digital, impulsionando Big Techs. Porém, o efeito sobre os lucros das 500 maiores da Fortune foi negativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.